Matias Brotas lança projeto pioneiro ‘ARTe &…’ para promover o diálogo entre diversas expressões de arte

A primeira edição do projeto será o ‘ARTe & Movimento’ na Duetto com presença da artista carioca Celina Portella.

A Matias Brotas arte contemporânea inova em oferecer ao colecionador uma experiência ampliada e lança mais um projeto pioneiro, o ‘ARTe &…’, que ultrapassa os limites físicos do espaço da galeria para dialogar com outras expressões de arte. A Matias Brotas promoverá uma série de encontros que prometem extrapolar o campo das artes visuais e estabelecer articulações com a dança, a moda, a psicanálise, a gastronomia, a arquitetura, o mercado; buscando fazer conexões entre diferentes áreas de conhecimento.

Segundo a galerista Lara Brotas, o objetivo do projeto é, além de oferecer um diálogo com outros campos da arte, é influenciar na busca pelo conhecimento, aguçar o olhar e senso crítico do público na experiência singular do universo da arte, já que cada um tem uma maneira de ver e sentir a arte. “Queremos provocar uma pausa para a experimentação, uma pausa desse mundo urbano e corrido, onde muitas vezes esquecemos de observar, de sentir, ou de se permitir. O projeto será uma oportunidade de parar e adentrar por diversos campos da arte, dialogando com artistas e interagindo com outros colecionadores, gerando também a troca de experiências”, explica.

A primeira edição do projeto acontece no próximo dia 28 de junho, com o tema ‘ARTe & Movimento’. O encontro acontece na Duetto, em Santa Lúcia, a partir das 19h, um bate-papo com a irreverente artista Celina Portella, seguido de uma aula de dança contemporânea com Gil Mendes.

O projeto contempla ainda este ano mais três encontros. O ‘ARTe & Mercado + Investimento’, ‘ARTe & Moda’ e ‘ARTe & Arquitetura’, reunindo os mais renomados nomes do segmento. Acompanhe a programação completa da galeria pelas redes sociais, no instagram @matiasbrotasarte e pelo nossa fanpage no Facebook

Sobre Celina Portella
A primeira edição do projeto promoverá um bate-papo com a artista Celina Portella. Com prêmios e diversas exposições na bagagem, a artista estudou design na Puc-Rio e se formou em artes plásticas na Université Paris VIII. A partir do vídeo e da fotografia, suas obras dialogam com a arquitetura, o cinema, a performance e ultimamente com a escultura, caracterizando-se especialmente por um questionamento sobre a representação do corpo e sua relação com o espaço.

Durante o evento, a artista vai falar do corpo como expressão de arte, dos limites do corpo no espaço e dessa relação humana com a arte. Um dos seus trabalhos que abordam o tema é a série ‘Quadros Cortados’, onde a imagem do corpo da artista aparece contida dentro de molduras de formatos irregulares. Nas fotos, Celina interage com as bordas como se fossem limites reais. A moldura se torna indissociável da fotografia e o “objeto”, parte da obra.

Outro trabalho da artista que traz em debate o tema do encontro ‘ARTe & Movimento’ é o conjunto de trabalhos intitulado Movimento² (movimento ao quadrado), são mecanismos que movem telas de tv em sincronia com suas imagens. Tratam-se de 5 vídeo-objetos nos quais a imagem do corpo aparece contida no quadro da tela, se relacionando com seus limites como se fossem limites reais do espaço em que se insere.