O Clube do Colecionador Matias Brotas fomenta o colecionismo, aproxima o público da arte contemporânea, bem como incentiva a produção artística brasileira.

A #05 edição do Clube do Colecionador traz obras exclusivas dos artistas Adrianna Eu, Claudia Melli e Sandro Novaes.
Com uma tiragem de 10 obras por artista, os colecionadores poderão adquiri-las individualmente ou em conjunto, com formas de pagamento diferenciadas. Além disso, o Clube mantém seu programa de benefícios junto a estabelecimentos parceiros, com descontos e vantagens exclusivas para os colecionadores.
O Clube do Colecionador da Matias Brotas arte contemporânea visa, primordialmente, a formação de público e o estímulo ao colecionismo, uma ligação que se opera no convívio próximo com as obras de arte, artistas e sua produção.

Matias Brotas - Clube Colecionador - Edição #04

Faça sua adesão ao clube

Edição #05

Clube do Colecionador Matias Brotas | Edição #05 | Adrianna EU | Desejo acha caminho
Adrianna EU

Adrianna Eu apresenta um objeto que trata da força que torna real o desejo. Uma síntese de não sabedorias decorrentes de uma relação que se instaura inicialmente consigo mesmo, com o outro, com o espaço em que habita e ulteriormente com o tempo. O carretel com linhas vermelhas e agulha, que marca de maneira singular as obras da artista, traz talhado na madeira a frase “Desejo acha caminho”, artesanalmente datilografada à mão, com as letras destacadas da máquina de escrever.

Título: “Desejo acha caminho”

Técnica: Carretel de madeira antigo e linha de costura vermelha

Dimensão: 10 x 15 x 13cm

Clube do Colecionador Matias Brotas | Edição #05 | Claudia Melli | Sem título – Série 'Nem todo silêncio'
Claudia Melli

O trabalho desenvolvido por Claudia Melli para o Clube do Colecionador é um desdobramento da série ‘Nem todo Silêncio’, na qual os balanços em movimento nos deixam entrever que alguém já esteve ali, mas o que fica registrado é o vestígio de uma presença ausente. O antes e o depois, e não o momento central do acontecimento, na contramão de nossos dias, ávidos por produzir e consumir imagens instantâneas do aqui e agora.

Sem título – Série “Nem todo silêncio”

Técnica: Acrílico, correntes e desenho sobre papel

Dimensão: 35 x 40cm

Clube do Colecionador Matias Brotas | Edição #05 | Sandro Novaes | Sem título
Sandro Novaes

Para Sandro Novaes, a mudança de grafite e os riscos contínuos sobre o suporte aludem diretamente ao tempo, através do gesto repetido à exaustão, e à profundidade espacial sugerida pela mudança de tonalidade. Nos trabalhos com papel, as dobras possibilitam discutir questões relativas à espacialidade real em uma relação complementar e – por que não? – discordante com a simulada pela trama monocromática.

Título: “Sem título”

Técnica: Escultura em grafite sobre papel

Dimensão: Variadas

Saiba mais

Adrianna EU, Claudia Melli e Sandro Novaes

Adrianna Eu apresenta um objeto que trata da força que torna real o desejo. Uma síntese de não sabedorias decorrentes de uma relação que se instaura inicialmente consigo mesmo, com o outro, com o espaço em que habita e ulteriormente com o tempo. O carretel com linhas vermelhas e agulha, que marca de maneira singular as obras da artista, traz talhado na madeira a frase “Desejo acha caminho”, artesanalmente datilografada à mão, com as letras destacadas da máquina de escrever.

O trabalho desenvolvido por Claudia Melli para o Clube do Colecionador é um desdobramento da série ‘Nem todo Silêncio’, na qual os balanços em movimento nos deixam entrever que alguém já esteve ali, mas o que fica registrado é o vestígio de uma presença ausente. O antes e o depois, e não o momento central do acontecimento, na contramão de nossos dias, ávidos por produzir e consumir imagens instantâneas do aqui e agora.

Para Sandro Novaes, a mudança de grafite e os riscos contínuos sobre o suporte aludem diretamente ao tempo, através do gesto repetido à exaustão, e à profundidade espacial sugerida pela mudança de tonalidade. Nos trabalhos com papel, as dobras possibilitam discutir questões relativas à espacialidade real em uma relação complementar e – por que não? – discordante com a simulada pela trama monocromática.

O Clube do Colecionador Matias Brotas | edição #05

Data/ Local Lançamento:

  • Lançado na ArtRio, dia 27/10/2018, no stand D12 da Matias Brotas Arte Contemporânea, Marina da Glória | RJ

Artistas da edição #05  | 2018/19:

  • Adrianna EU
  • Claudia Melli
  • Sandro Novaes

Contrapartida para colecionadores:

  • Pagamento diferenciado na aquisição das três obras e benefícios exclusivos do cartão fidelidade nos estabelecimentos parceiros. 

Valores das obras e formas de pagamento

Conjuntos das três obras:
Valor: 12.800,00 ou 12x 1.067,00

Obra 1 – Adrianna EU
Valor: 5.000,00 ou 3x 1.667,00

Obra 2 – Claudia Melli
Valor: 4.000,00 ou 3x 1.334,00

Obra 3 – Sandro Novaes
Valor: 3.800,00 ou 3x 1.267,00

Serão apenas 10 participantes que receberão as obras trimestralmente e poderão adquirir sua cota diretamente aqui.

O Sobre os artistas da edição #05

Adrianna EU apresenta um objeto que trata da força que torna real o desejo. Uma síntese de não sabedorias decorrentes de uma relação que se instaura inicialmente consigo mesmo, com o outro, com o espaço em que habita e ulteriormente com o tempo. O carretel com linhas vermelhas e agulha, que marca de maneira singular as obras da artista, traz talhado na madeira a frase “Desejo acha caminho”, artesanalmente datilografada à mão, com as letras destacadas da máquina de escrever.

O trabalho desenvolvido por Claudia Melli para o Clube do Colecionador é um desdobramento da série ‘Nem todo Silêncio’, na qual os balanços em movimento nos deixam entrever que alguém já esteve ali, mas o que fica registrado é o vestígio de uma presença ausente. O antes e o depois, e não o momento central do acontecimento, na contramão de nossos dias, ávidos por produzir e consumir imagens instantâneas do aqui e agora.

Para Sandro Novaes, a mudança de grafite e os riscos contínuos sobre o suporte aludem diretamente ao tempo, através do gesto repetido à exaustão, e à profundidade espacial sugerida pela mudança de tonalidade. Nos trabalhos com papel, as dobras possibilitam discutir questões relativas à espacialidade real em uma relação complementar e – por que não? – discordante com a simulada pela trama monocromática.

A Matias Brotas arte contemporânea - por Sandra Matias

A própria concepção da Matias Brotas Arte Contemporânea se confunde com uma obra de arte. No início era uma ideia. Aos poucos foi ganhando forma, volume e, em um terreno vazio, surgiu um prédio que vai abrigar outras ideias, obras de arte e muitos talentos. Foi um longo tempo de viagens, pesquisas, estudo e dedicação apaixonada, para que cada detalhe fizesse a diferença. Por isso a galeria é única no Estado, inspirada em espaços cosmopolitas de grandes cidades. É um lugar para expor, refletir e compartilhar toda a essência da arte.

Trazer para o Espírito Santo é um sonho. Ou melhor, já é realidade.

Sandra Matias

Clube Colecionador Matias Brotas - Parceiros

Com o seu cartão do Clube Colecionador Matias Brotas, você também tem
descontos e benefícios junto aos nossos parceiros, confira:

Parceiros #04 Edição Clube Colecionador Matias Brotas

1+1 Vitória Adriana Delmaestro Cremino d'bem Duett Karina Mazzini Manolita Prima Villa Revista Bamboo Sensile Soeta Image Map Stampa

Faça sua adesão ao clube

clube do colecionador | matias brotas | edição #04