A artista dinamarquesa Mai-Britt Wolthers, radicada no Brasil, que está na edição #03 do Clube do Colecionador da Matias Brotas, e em outubro fará exposição coletiva na Galeria, está com uma instalação artística no Parque Nacional de Anavilhanas. A obra homenageia o arquipélago entre as cidades de Manaus e Novo Airão, através de uma instalação de 40 cuias pintadas de azul e penduradas em uma única árvore. A obra “Bendito seja o azul divino” ficará em exposição por um ano e passa a integrar o roteiro do Parque Nacional de Anavilhanas – unidade de conservação administrada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Morando no Brasil desde os anos 80, Mai-Britti realizou 13 exposições individuais, destacando a exposição “Hileia” no Centro Cultural dos Correios em 2010 e “Equações” no Centro Cultural São Paulo 2014, e foi selecionada para várias exposições coletivas Bienal Nacional de Santos em 2006 e XI Bienal do Recôncavo em 2011.

Ela possui trabalhos nas seguintes acervos institucionais: Prefeitura Municipal de Gribskov – Dinamarca, Centro Cultural dos Correios – Rio de Janeiro, Museu de Arte Contemporânea – Campo Grande, Instituto Figueiredo Ferraz – São Paulo.