O artista José Bechara foi um dos artistas selecionados pelos curadores Fernando Cocchiarale e Fernanda Lopes para a coletiva “Em polvorosa – Um panorama das coleções do MAM Rio”. A mostra, que vai até março de 2017, destaca obras do acervo do museu apresentando mais de 100 artistas, brasileiros e estrangeiros.

A mostra ocupa todo o segundo andar da instituição, incluindo o Salão Monumental, em uma área de quase 2.500 metros. Bechara expõe ao lado de outros grandes artistas como Pollock, Keith Hering, Brancusi, Giacometti, Lucio Fontana, Henri Moore, Rodin, Alexander Calder, Joseph Albers, Barry Flanagan, Vitto Acconti, Antonio Dias, Cildo Meireles, Nelson Leirner, Ivens Machado Waltercio Caldas; Antonio Manuel, José Damasceno, Artur Barrio, Regina Silveira, Willys de Castro, Hércules Barsotti, Lygia Clark e Hélio Oiticica, Anita Malfati.

Outro destaque da exposição é a homenagem na entrada do segundo andar ao artista Tunga (1952-2016), falecido recentemente, junto ao seu trabalho que dá título à exposição, da série “Desenhos em polvorosa” (1996), em pastel seco sobre papel, pertencente à Coleção Gilberto Chateaubriand/MAM Rio.