Júlio Tigre e Orlando Farya no Ciclo de Exposições internacional que passará por Paris, Lisboa e Vitória.
Intitulada de “Chiado, Carmo metropolis e U-topia”, a 8ª edição do projeto Arte Pública na Esfera Pública, com Ciclo de Exposições Internacional, teve início este mês, em Paris, na Casa de Portugal. No Brasil, a exposição será inaugurada no dia 24 de março, na Galeria de Arte da UFES. A sequência de eventos culmina com um ciclo de conferências no Museu Arqueológico do Carmo, em Lisboa, dia 6 de maio.

O projeto traz exposições internacionais com artistas portugueses, espanhóis e brasileiros. Dentre os brasileiros presentes, dois em especial são representados pela Matias Brotas arte contemporânea, o mineiro Júlio Tigre e o capixaba Orlando Farya.

Júlio Tigre, que já ganhou diversos prêmios, cursou artes plásticas na Universidade Federal do ES e tem doutorado em ‘lenguajesy poética en el arte contemporáneo’ na Universidade de Granada, na Espanha. Algumas obras do artista fazem parte do acervo da Matias Brotas.

Já Orlando da Rosa Farya, mais conhecido em Vitória como Lando, há algum tempo mora em Lisboa, Portugal, onde faz doutorado na Escola de Belas Artes da Universidade de Lisboa. Orlando já realizou diversas exposições individuais e também coletivas, inclusive fora do Brasil, em cidades como Berlim e Paris.

Ciclo de Exposições Chiado, Carmo Metropolis e U-topia – Arte na esfera pública.
Casa de Portugal/Maison André Gouveia, Paris, França – de 11 a 31 de março 2016
Galeria Espaço Universitário, UFES, Vitoria, Brasil – 24 de março a 30 de abril 2016
Museu Arqueológico do Carmo, Lisboa, Portugal – de 6 a 30 de maio 2016

Júlio Tigre e Orlando Farya | Ciclo de Exposições internacional | Paris, Lisboa e Vitória | Matias Brotas