Coletiva
AMILCAR DE CASTRO | ANA HOLCK | ARNALDO BATAGLINI | DIAS SARDENBERG
EDUARDO SUED | JOSÉ BECHARA | JULIANA MORGADO | LARA FELIPE
MANFREDO DE SOUZANETTO | MARUZZA VALDETARO | NUNO RAMOS
ORLANDO DA ROSA FARYA | RAPHAEL BIANCO | REGINA RODRIGUES
RODRIGO DE CASTRO | ROSA OLIVEIRA | ROSANA PASTE | SUZANA QUEIROGA | VILAR

Na intenção de discutir o objeto múltiplo, em todos os sentidos, e o colecionismo na arte contemporânea, a Matias Brotas inaugura dia 23 de novembro de 2011 a exposição “Múltiplos sentidos”. Com a coordenação de Neusa Mendes, a mostra pretende, através da reunião de pinturas, esculturas, desenhos, fotografias e gravuras de 19 artistas, entrecruzar a arte e a reprodutibilidade.

Dividida em duas vertentes de pensamento, a exposição pretende abordar em um primeiro plano, a arte como bem acessível a todos os tipos de publico, através de sua multiplicidade. Em um segundo momento, a discussão passa para o pensamento artístico: projetos de artistas capixabas abordam o tema da reprodução em trabalhos produzidos com a intensão de dar visibilidade aos múltiplos sentidos.

A exposição “Múltiplos sentidos” vai abrir com um Bate papo com o renomado artista José Bechara, o artista capixaba Orlando da Rosa Farya e a coordenadora da exposição Neusa Mendes, em torno do tema “O Múltiplo e colecionismo na arte contemporânea”. Com obras dos artistas Amílcar de Castro, Ana Holck, Arnaldo Bataglini, Dias Sardenberg, Eduardo Sued,José Bechara, Juliana Morgado, Lara Felipe, Manfredo de Souzanetto, Maruzza Valdetaro, Nuno Ramos, Orlando da Rosa Farya, Raphael Bianco, Regina Rodrigues, Rodrigo de Castro, Rosa de Oliveira, Rosana Paste, Suzana Queiroga e Vilar, a mostra ficará em cartaz até 15 de Janeiro de 2012.