Há quatro anos a Matias Brotas Arte Contemporânea vem atuando com sucesso no mercado de arte capixaba e para comemorar o aniversário em grande estilo, a Galeria presenteará o público com a inédita exposição Rendez-Vous do artista capixaba Orlando da Rosa Farya. A abertura está marcada para o próximo dia primeiro, apenas para convidados, que durante o coquetel serão embalados pelo ritmo lounge da DJ Regina Destefani.

Rendez-Vous se configura como uma instalação de imagens digitais que sintetizam o encontro de várias possibilidades combinatórias entre arte e vida, contemporaneidade e história. As fotografias reunidas no grande salão da Matias Brotas foram feitas em diversas partes do mundo como Havana, Paris, Marrakech, NY, São Paulo e Londres, principalmente dentro de museus, ora abordando as obras dos respectivos acervos, ora aproximando, sobrepondo o público visitante e turistas ao contexto das imagens, criando uma continuidade ou interatividade, às vezes involuntária, entre espectador, obra e ambiente, proporcionando uma riqueza de associações infinitas na convivência entre imagens que, recontextualizadas, tornam-se personagens ou fantasmas de uma ópera multicultural. Um grande encontro, um rendez-vous.

Nascido em Vitória, o artista plástico Orlando da Rosa Farya, fez mestrado em História Social da Cultura (PUC-RIO) e atua como professor de pintura na Universidade Federal do Espírito Santo. Sua primeira exposição foi no Salão de Arte Universitário em 1979, onde ganhou o prêmio de pintura.

Participou de importantes salões de artes plásticas nacionais e locais além de festivais de vídeo no Brasil e no exterior. Em 2003 participou da exposição “Desiderata” no Museu Ferroviário. Em 2004, entre outras exposições, participou da “Casa – Poética do espaço na arte brasileira” com curadoria de Paulo Reis. “Passagens e Itinerários da Arte” aconteceu em 2005, no Museu Ferroviário, e teve como curadores a professora e pesquisadora Almerinda da Silva Lopes e o designer e curador Ronaldo Barbosa. No Espaço Brasil, em Paris, participou, com grandes nomes da arte contemporânea brasileira, de uma exposição em agosto de 2005. De dezembro de 2005 a fevereiro de 2006 participou da mostra ”Territórios” no MAC-Ibirapuera, em São Paulo. Em junho e julho de 2006, mostrou na Galeria Weisser Elefant, em Berlin, a série “Milagres”.

Curadoria por Neusa Mendes