Quem ainda não conferiu a exposição “Cenas de lembranças impermanentes”, que está sendo exibida na Matias Brotas Arte Contemporânea, tem poucos dias para conhecê-la. Ela fica em cartaz somente até a próxima sexta-feira (9).

A exibição traz ao público produções inéditas dos artistas Matias Mesquita e Raphael Bianco, que apresentam proposições diferenciadas sobre a produção de imagens na contemporaneidade. A entrada é gratuita.

Segundo a curadora Ananda Carvalho, os artistas tratam de distintas perspectivas e cenas acerca da representação da ilusão e da efemeridade, por isso o nome da exposição.

Matias trabalha a ideia de impermanência por meio de uma pintura que desconstrói seu suporte tradicional. São paisagens sobrepostas a materiais como barro ou blocos de cimento; Raphael, por sua vez, solicita o espaço da tela por meio de imagens aparentemente realistas. Suas obras buscam discutir sobre a construção da memória, ressaltando um passado que se reinventa constantemente.

Já o processo artístico do capixaba Raphael Bianco contempla o papel da imaginação na construção da memória. Para Bianco, ao contrário de Mesquita, é importante solicitar o espaço da tela para a pintura.

O processo de criação da série presente nesta exposição coincidiu com a mudança de local do ateliê do artista. Nos gestos de desmontagem do espaço, as memórias também se reorganizam, também são desmontadas. Em suas novas pinturas, o artista procura perscrutar momentos breves de paisagens que embaralham objetos, lembranças e recorrências de trabalhos anteriores.

Programe-se:

“Cenas de lembranças impermanentes”

– Período expositivo: até 9 de agosto de 2019

– Horário de visitação: de segunda a sexta-feira, das 10 às 19h, e aos sábados com agendamento.

– Local: Galeria Matias Brotas, localizada na Av. Carlos Gomes de Sá, 130, Mata da Praia